• A ADPP Angola celebrou 30 anos criando desenvolvimento em todo o país, em parceria com o governo, comumidades e parceiros

  • A ADPP opera 60 projectos em 51 municípios de 17 províncias nas areas de educação, saúde comunitária, agricultura e desenvolvimento comunitário integrado

  • Junto com o Ministério da Educação, a ADPP opera 15 escolas de formação de professores e graduou 12,694 profesores primarias desde 1998

  • ADPP tem: 1000 trabalhadores, 4000 voluntários, 1000 professores estagiários em 92 municípios, alcançando 700.000 pessoas

Proteger os mais vulneráveis

Ajudar os mais vulneráveis durante o estado de emergência da COVID-19 é uma prioridade.

  • Muitos dos projectos da ADPP, particularmente no sector da saúde, visam apoiar as seções mais vulneráveis da comunidade. Trabalhar com pessoas vivendo com VIH ou TB é particularmente importante durante a crise. A não adesão ao tratamento pode ter consequências catastróficas: as pessoas que vivem com TB correm o risco de prolongar a duração e a intensidade da doença ou desenvolver TB resistente a medicamentos. Os activistas da ADPP continuam a acompanhar as pessoas em tratamento de TB em Luanda, organizando a coleta e entrega de remédios sempre que possível. Isso também está sendo feito para mulheres grávidas VIH+ no Cuando Cubango, uma vez que é quase garantido que aquelas que aderem estritamente ao programa de PTV durante a gravidez têm bebês que “nasceram livres” do VIH.
  • Através de uma parceria com a empresa CONTRAVEN, a ADPP produziu e distribuiu máscaras para pessoas vulneráveis em Luanda
  • Juntamente com a UNCHR, a ADPP está divulgando informações, distribuindo sabão e toalhas descartaveis e instalando pontos de lavagem das mãos no campo de refugiados de Lóvua, na Lunda Norte. O estabelecimento de hortas escolares para produzir alimentos para crianças em idade pré-escolar continua.
  • No Cunene, a ADPP doou 7 toneladas de roupa usada e está a trabalhar com as autoridades para garantir que elas sejam distribuídas aos mais necessitados. 792 famílias nos quatro municípios mais vulneráveis se beneficiarão dos pacotes familiares de roupas.
  • A administração local nos Ramiros, Luanda, providenciou moradia temporária para os sem abrigo. Funcionários e estudantes da Escola de Magistério ADPP no Ramiro estão a dar aulas de português, matemática e educação física.
  • A ADPP está a buscar fundos de outros parceiros para fornecer pacotes emergenciais de alimentos, uma vez que é necessária alimentação adequada para acompanhar os medicamentos fortes contra a tuberculose.

Todos os cinco projectos "Mulheres em Ação" (Cabinda, Bengeula, Cazenga, Estalagem, Zango) mudaram de marcha e estão produzindo máscaras faciais, algumas à venda e outras para distribuir nas comunidades locais e em grupos especialmente vulneráveis. No Zango, e em parceria com a empresa CONTRAVEN, as mulheres costuraram máscaras que estão a ser distribuídas na comunidade.

A equipe do projecto na Matala, Huíla, aparece em um artigo no site de notícias ANGOP: Covid-19: ADPP sensibiliza população sobre a prevenção

Os alunos da Escola de Magistério ADPP Bie, produziram desenhos esta semana como parte de sua lição de casa. Os pôsteres podem ser usados para discutir o COVID-19 com a família e vizinhos.

ADPP Angola
Rua João de Barros, 28
Luanda CP 345
912 31 08 60
adpp@adpp-angola.org
Facebook.com/adppangola
Comentários ou consultas no site:
webmaster@adpp-angola.org